Encontre aqui

Notícias

05 de Maio de 2014 às 11h37

Museu da Lâmpada conta a história da iluminação até os dias de hoje

Espaço gratuito é opção de entretenimento e aprendizado para crianças e adultos

A evolução da invenção que se tornou símbolo de boa ideia é contada em detalhes pelo Museu da Lâmpada, localizado no Campo Belo. Mostrando desde a descoberta do fogo até a criação das luminárias utilizadas nos dias de hoje, o acervo traz uma interessante mistura de passado e presente. Há modelos originais e réplicas fiéis em exposição – das versões mais antigas, feitas com filamento de carvão, até as tecnológicas lâmpadas LED.

Thomas Edison, consagrado pela invenção da lâmpada incandescente, não poderia deixar de ser a grande estrela do local. É possível visualizar uma maquete de seu ambiente trabalho e também assistir a um documentário sobre sua história. O cientista foi responsável pelo registro de mais de duas mil patentes ao longo de sua vida.

O museu também promove atividades de conscientização sobre a economia de energia. Nesse sentido, incentiva o uso de luminárias mais modernas, como é o caso da fluorescente, que é mais durável, econômica e segura. Ainda com foco na sustentabilidade, dá dicas aos visitantes sobre como reciclar ou descartar lâmpadas evitando grandes impactos no meio ambiente.

Uma vez que o Museu da Lâmpada tem como um de seus sócios-fundadores a GIMAWA, revendedora de materiais elétricos, são oferecidos cursos de iluminação ou elétrica voltados para profissionais da área, grupos de universidades, escolas e iniciantes interessados no assunto. O calendário completo pode ser acessado aqui.

Serviço:
Endereço: Av. João Pedro Cardoso, 574, Campo Belo
Tel.: (11) 2898-9333
Funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 18h
Entrada: gratuita – basta realizar o cadastro no site anteriormente e apresentar RG e 1 kg de alimento não perecível na data da visita. Os mantimentos são doados para as instituições ADERE (voltada para pessoas com deficiência intelectual) e Casa HOPE (de apoio às crianças com câncer).
Faixa etária mínima: 7 anos
Para mais informações, acesse: www.museudalampada.com

(Foto: Eduardo Zocchi)

indicas.com.br

COMENTÁRIOS